sábado, 11 de agosto de 2012

MARINHA




A lua aparece, 
Lutuosa, entre brumas,
E o oceano estremece,
Revolto em espumas.

Em viva limalha,
Rápido corisco
A altura retalha,
Num trêmulo risco

Em horridas guaias,
As vagas, num bando,
Se quebram nas praias,
Rolando... rolando...

Ergue-se numa tromba
Nos céus, de repente,
E o raio ribomba,
Formidavelmente!

Paul Verlaine

Nenhum comentário:

Postar um comentário