quarta-feira, 20 de junho de 2012

A NOITE RIMADA






Pela serra ao luar
Ia um menino sozinho
Sem sono para se deitar.
Ia o menino a pensar
Por que seria ele só
Sem sono p'ra se deitar.
Ia o menino a pensar
Que há tanto por pensar
E a cidade a descansar.
E o menino a pensar
Por que seria ele só
Sem sono p'ra se deitar.
Quem dorme sem ter pensado
Deve ter sono emprestado
Não é sono bem ganhado.
Ia o menino a pensar
Como poder arranjar
Muita força p'ra pensar.


José de Almada Negreiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário